quinta-feira, 21 de junho de 2012

Stracciatella alla Romana (Sopa de Ovos)

Pra ser bem sincera eu não sabia o nome dessa sopa e essa receita nem mesmo é a "original". Pra mim essa sempre foi a sopa da minha família. Famosa sopa de ovos que eu tanto adorava e ainda adoro. A primeira vez que me lembro de tomá-la (em vagas lembranças, é claro) eu devia ter por volta dos 3 anos de idade. Me lembro da minha mãe trazendo a sopa para nós tomarmos na sala mesmo, enquanto assistíamos televisão, todos cansados da viagem - provavelmente Florianópolis (morávamos em Piçarras-SC) - mal conseguia esperar esfriar para poder tomar.

Cresci e minha mãe e avó sempre continuaram fazendo essa sopa. Aprendi a fazer quando minha vó me chamava na cozinha pra ajudá-la a mexer no caldo dentro da panela enquanto ela derramava aos poucos aquele creme amarelo. Eu perguntava: "Quantos ovos para quanto de farinha?" e ela sempre dizia "Não sei, não sei, sempre fiz de cabeça". E essa era a resposta dela pra qualquer pergunta sobre receitas. Se queria saber as quantidades teria que assisti-la fazendo para descobrir. E tenho que concordar que é difícil saber ao certo quanto de cada ingrediente, mas hoje em dia cheguei a uma medida ideal. Para cada ovo uma colher de farinha.

Essa sopa é extremamente simples, mas incrivelmente deliciosa, tanto é que nunca imaginei que existisse um nome para ela além de "sopa de ovos". Ainda mais um nome tão chique! Pesquisando sobre essa sopa descobri que na verdade se trata de uma variação de uma típica sopa italiana chamada Stracciatella alla Romana. Em algumas das receitas encontradas iam farinha, mas em todas que vi tinham queijo parmesão, coisa que nunca colocamos nessa sopa, mas com certeza irei testar!


Ingredientes:

- 500 ml de água
- 1 ovos
- 1 colheres de farinha de trigo
- 1 tablete de caldo de galinha ou carne (minha vó sempre usou o de galinha, mas já usei de carne e fica muito bom, além de que na receita original também varia entre os dois)

Ferva a água com o caldo de galinha e dissolva-o bem. Em uma tigela bata os ovos e a farinha com a ajuda de um fouet (se não tiver use o garfo, como minha vó sempre fez, mas fica melhor com o fouet). Despeje os ovos batidos com a farinha na panela com o caldo fervendo e enquanto vai derramando não pare de mexer o caldo na panela, pois senão formará grumos e não ficará homogênea.

E é só isso. Pra mim sempre foi a melhor sopa e a mais simples. Como eu digo pro Marcos ele é meu crítico gastronômico particular, desses que se não gostam de algo preferem não comer nada. Se ele gostou é porque é boa mesmo!

7 comentários:

  1. Muito bom o teu blog Nanda, vou acompanhar bastante agora! Adorei as receitinhas ;) Logo, logo vou experimentar a receita dos onion rings. Parabéns :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Ultimamente estou bem sem tempo pra atualizar, mas assim que der vou dar uma levantada nisso aqui! :)

      Excluir
  2. Muito bonito e interessante seu blog.

    Entretanto, o erro de português é triste: pensa-se em "Jantar", substantivo; jamais em "janta", verbo, e um feio vício de linguagem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. O erro foi proposital, achei que soava melhor, assim como a música "vamo pulá", que está obviamente errada, mas soava melhor a pronúncia, portanto acho que o erro não seja assim tão triste.

      Excluir
  3. Minha Mãe fazia direto essa sopa pra nós, as vezes era a única alimentação que tínhamos pra comer, ovos, farinha de mandioca, cebolinha e salsa...o nome da sopa é Sorda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante, nunca provei com farinha mandioca, só de trigo mesmo. Quem sabe um dia eu tente :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...